Ano 41 - Nº 12684
.....Capa Virtual
Artigos
AgroBusiness
Alta Mogiana
Contato
Diário 41 Anos
Editorial
Entrevista de Domingo
Esporte
Eventos By Night
Expediente
Franca 189 Anos
Francal 2014
Histórico
Local
Policia
Politica
Região
Social
Tema do Dia
Utilidade Pública
.....Pesquisar
.
.
.....Newsletter
Cadastre-se para receber nossas
notícias
.
.....Assine
.
.
.
 
.
Polícia
Gerar PDFImprimirEnviar por e-mail
.

Menor invade casa e mata bancário aposentado

Crime aconteceu na tarde de domingo, corpo foi localizado na manhã de ontem, PM prendeu autor

Da Redação/DF

19/03/2014 -

Um bancário aposentado de 67 anos, ex-funcionário do Banco do Brasil, foi encontrado morto na manhã de ontem no centro de Franca. O corpo de Roosevelt Mendonça Ribeiro foi encontrado no interior de sua casa na Rua Thomaz Gonzaga no centro. Os autores do crime foram presos no final da tarde de ontem pela Polícia Militar.
O idoso estava caído ao lado da cama e apresentava ferimentos de faca na região do pescoço. Segundo a polícia, a filha foi quem encontrou o corpo na manhã de ontem. Roosevelt morava sozinho e foi visto pela última vez pelos familiares na noite de sábado.
Na manhã de ontem, a filha e uma empregada chegaram à residência e se depararam com o aposentado caído em meio a uma poça de sangue. Assustadas, as mulheres acionaram uma unidade do SAMU, onde pelo local, os médicos constataram que o idoso já estava sem vida.
A casa estava toda revirada e familiares notaram a falta de dois aparelhos de TV e do carro do aposentado, uma picape Stradfa, o que segundo o delegado Marcio Murari da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), caracteriza um latrocínio, (roubo seguido de morte)
A pericia esteve no local e encontrou várias marcas de ferimentos de objeto cortante no pescoço de Roosevelt, havia muito sangue pelo imóvel, marcas foram encontradas também nas paredes da casa. Uma banheira estava suja de terra e demonstrava que havia sido utilizada a pouco tempo, até um secador foi localizado dentro da pia.
Na cozinha da casa, os peritos identificaram vestígios de que o assassino lavou a faca após o crime, usando produtos de limpeza, na intenção de não deixar pistas. As marcas no corpo do aposentado estavam um pouco abaixo da orelha esquerda.
A ausência do morador não foi notada pelos vizinhos que informaram que não ouviram nenhum barulho estranho no final de semana. O portão da casa estava fechado no momento em que a filha de Roosevelt chegou na manhã de ontem.
Vários locais da casa foram analisados e impressões digitais foram colhidas pelos peritos. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), onde exames irão detectar a causa da morte do aposentado e quando o crime foi cometido.

Assassino localizado
No inicio da tarde, a Polícia Civil através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), localizou a picape levada da casa de Roosevelt, o veículo estava abandonado em uma rua na Vila Raycos.
Enquanto a Polícia colhia informações sobre quem poderia ter assassinado o bancário aposentado, uma denuncia anônima no final da tarde informou a Polícia Militar onde estariam os autores do crime. De posse das informações, viaturas de patrulhamento da PM com apoio da Força Tática cercaram uma residência na Rua Jardinópolis no Jardim Francano.
Ao entrarem no imóvel, oito pessoas que estavam na casa foram abordadas e um deles, um menor de 17 anos, confessou o crime. Na casa foram encontrados os objetos roubados da vítima e vários documentos. Todos foram levados a delegacia, onde o menor em depoimento confessou o crime. “Matei sim, ele veio pra cima de mim com uma faca e depois de brigar com ele, peguei a faca e matei”, afirmou tranquilamente o rapaz que disse que a motivação do crime veio porque Roosevelt estaria com uma garota 16 anos no interior da casa e não queria deixar a menina ir embora.

A versão
Em depoimento na DIG, o adolescente de 17 anos, morador no Jardim Francano deu sua versão para ter matado o bancário aposentado Roosevelt Mendonça. Segundo o rapaz, a namorada dele teria ido a casa do idoso, atitude que segundo a própria garota era uma pratica comum por parte dela, e ao tentar ir embora, Roosevelt não deixou e trancou a porta da casa.
A garota de 16 anos, moradora no centro, mandou uma mensagem celular ao namorado e relatou o fato. Revoltado, o adolescente chamou um colega e juntos foram a casa do idoso. Ao chegarem ao local, houve uma discussão entre as partes e segundo o menor, Roosevelt pegou uma faca e chegou a agredir o colega do menor, ISR de 21 anos.
O jovem foi ferido em uma das mãos, e a briga continuou. Os dois rapazes tomaram a faca do aposentado e desferiram os golpes que atingiram o pescoço. Após matarem Roosevelt Mendonça, a dupla decidiu roubar os aparelhos de TV e fugiram no carro que estava na garagem.
Segundo os indivíduos, eles abandonaram o carro na mesma noite de domingo e foram para a casa do menor no Jardim Francano, local onde foram presos.

Programa sexual
A garota de 16 anos disse em depoimento na delegacia que constantemente freqüentava a casa do bancário aposentado e que ele pagava R$ 150 por programa sexual com ela. A menina disse que no domingo, chegou a casa de Roosevelt no período da manhã e que por volta das 14hs, queria ir embora e ele não deixou. “Ele fechou a porta ai mandei uma mensagem e falei que estava trancada”, disse a garota que afirma que não viu o momento em que o namorado e amigo mataram o aposentado.
Pelo apurado pela DIG, a mãe da menina envolvida no caso já havia registrado um boletim de ocorrência contra o bancário aposentado. A acusação é que o homem manteve relações sexuais com a garota, o que segundo a lei pode caracterizar estupro.
O caso esta sendo apurado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Os dois indivíduos foram autuados em flagrante por latrocínio e após prestarem depoimentos foram recolhidos a cadeia.

.

Leia mais na edição impressa do

Jornal Diário da Franca.   

 
......Mais Noticias
 
 
.Publicidade.
.© Copyright 2007 Diário da Franca - Todos os direitos reservados .