Ano 41 - Nº 12685
.....Capa Virtual
Artigos
AgroBusiness
Alta Mogiana
Contato
Diário 41 Anos
Editorial
Entrevista de Domingo
Esporte
Eventos By Night
Expediente
Franca 189 Anos
Francal 2014
Histórico
Local
Policia
Politica
Região
Social
Tema do Dia
Utilidade Pública
.....Pesquisar
.
.
.....Newsletter
Cadastre-se para receber nossas
notícias
.
.....Assine
.
.
.
 
.
Política
Gerar PDFImprimirEnviar por e-mail
.

Dilma recebe mais de 150 prefeitos no Paraná

Presidente entregou 179 máquinas a municípios destinadas à recuperação de estradas rurais

Em visita ao Paraná, a presidente Dilma Rousseff recebeu mais de um terço dos prefeitos do Estado ontem, em pleno palco.
Dilma esteve em Campo Mourão (região noroeste) para entregar 179 máquinas a municípios, entre retroescavadeiras, caminhões-caçamba e motoniveladoras, destinadas à recuperação de estradas rurais.
Ao todo, 154 prefeitos (o equivalente a um terço do total de prefeitos do Paraná) foram contemplados, todos de cidades de pequeno porte. Um a um, foram chamados ao palco para posar para fotos ao lado da presidente.
Um deles levou até uma bandeira do PT, dobrada, para que Dilma a autografasse. A presidente o fez de forma discreta e o empurrou quando ele tentou estender o acessório.
Do lado direito de Dilma, estava a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), provável candidata do PT ao governo do Paraná em 2014 e chamada pela presidente de "minha mão direita e também minha mão esquerda". O governador Beto Richa (PSDB), que deve tentar a reeleição, também foi à cerimônia.
No evento, Dilma também assinou ordens de serviço para a construção de trechos de duas rodovias, a BR-158 e a BR-487 (conhecida como Estrada Boiadeira), que ligam o noroeste do Paraná à região central, em direção ao Porto de Paranaguá.
Estavam no local, além de Gleisi, os ministros Paulo Bernardo (Comunicações), César Borges (Transportes), Pepe Vargas (Desenvolvimento Agrário) e Helena Chagas (Comunicação Social) e o vice-presidente de Agronegócio do Banco do Brasil, Osmar Dias.
“Um sonho"
A entrega das máquinas, ação que integra o chamado PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Equipamentos, deve beneficiar 5.061 municípios do país até o ano que vem --ou seja, quase 90% do total de cidades. É um dos carros-chefe do relacionamento entre o governo federal e os municípios.
"Esse programa faz a alegria dos prefeitos", discursou o prefeito de Nova Olímpia, Luiz Lázaro Sorvos (PDT), presidente da Associação dos Municípios do Paraná. "É um sonho. Em cada movimento dessas máquinas, presidente Dilma, a senhora será lembrada."
O "kit" de máquinas, como o apelidou a própria presidente, custa R$ 648 mil. O conjunto é doado às prefeituras, que, em condições normais, dizem que não teriam como comprar os equipamentos.
"Nesse mandato, seria impossível", diz Reinaldo Krachinski (PMDB), prefeito de Quarto Centenário, com 4.800 habitantes. "Se o município fosse comprar, ficaria muito mais caro, porque o governo federal comprou para todas as prefeituras."
Ao final da cerimônia, prefeitos posavam ao lado das máquinas, que tinham o nome dos municípios estampado nos vidros.
Reservadamente, porém, alguns reclamavam que a doação não compensava a frustração do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), que é repassado pela União aos prefeitos e representa boa parte da receita dos pequenos municípios. Este ano, ele deve 2,7% menor que o previsto, segundo a CNM (Confederação Nacional dos Municípios).

.

Leia mais na edição impressa do

Jornal Diário da Franca.   

 
......Mais Noticias
 
 
.Publicidade.
.© Copyright 2007 Diário da Franca - Todos os direitos reservados .