Em Goiânia

Sem Arboleda, São Paulo tem Bruno Alves e Rodrigo Caio na zaga em treino

797

saopaulo

 

 

 

 

 

O zagueiro Arboleda continua fora dos treinos do São Paulo, que se prepara para enfrentar o Atlético-GO no próximo sábado, em Goiânia, pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro. O equatoriano não retornou aos trabalhos nesta terça-feira, no CT da Barra Funda, como era esperado, e continua tratando dores no músculo adutor da coxa direita.
Sem o titular, o técnico Dorival Junior esboçou a zaga são-paulina com Bruno Alves ao lado de Rodrigo Caio. É a única novidade em relação ao time entrou com campo contra Flamengo e Santos, as duas últimas vitórias do time. Sem goleiro, a equipe treinou com: Militão, Rodrigo Caio, Bruno Alves e Edimar; Jucilei; Hernanes, Petros, Marcos Guilherme e Cueva; Lucas Pratto.
A atividade desta terça foi realizada em campo reduzido e a maior parte dos titulares participou apenas da primeira parte, num exercício que focava finalizações e jogadas de infiltração. A linha defensiva fez uma atividade complementar com foco em posicionamento e marcação.
O treino marcou o retorno do atacante Brenner, que defendeu a seleção brasileira sub-17 no Mundial da categoria na Índia. A equipe nacional terminou na terceira posição. O atleta são-paulino fez três gols em sete jogos no torneio. Quem também voltou a treinar normalmente é o meia Maicosuel, recuperado de dores na coxa direita.

CRISE CONSOLIDOU TIME

Apesar da arrancada no Brasileirão, o São Paulo ainda está a cinco pontos da zona de rebaixamento, na 11.ª posição, e trata como prioridade absoluta a conquista dos 47 pontos que livram o time da queda, na conta dos matemáticos. Em meio ao sufoco, Dorival Junior vai firmando seus titulares e consolidando um time “ideal”, em busca de entrosamento na equipe que foi montada aos poucos, durante a atual temporada.
As mudanças e testes no elenco nos últimos meses fizeram alguns jogadores consolidarem seus espaços no time, enquanto outros acabaram perdendo a chance de se firmarem.
Um exemplo é Marcos Guilherme. O atacante que chegou ao Morumbi em julho é peça fundamental na retomada do São Paulo. Marcou cinco gols em quinze partidas.
Hernanes é a cara do São Paulo. Na apreensão demonstrada pelos riscos de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, na evolução técnica que fez o time se distanciar da zona da degola e na comunhão dos jogadores com a torcida. Tudo isso em apenas 15 jogos do Profeta neste retorno ao clube.