Sabesp promove Champions League das crianças

O campeonato de futebol é popular entre os alunos da instituição e traz diversos benefícios para os pequenos

1408

sabesp

 

 

 

 

 

Na última sexta-feira, começou o Champions League da Escolinha de Futebol da Associação Sabesp. As partidas aconteceram no final de semana, e neste não haverá por conta do feriado prolongado. Na próxima semana as atividades voltam normalmente.

O campeonato segue até dezembro, e conta com 45 equipes divididas em oito grupos com idades entre 4 e 16 anos. Cerca de 396 atletas disputam em torno de 135 jogo.

As equipes disputam representando clubes do futebol europeu e jogam uniformizados com as camisas idênticas às dos clubes. Além da busca do troféu de campeão dentro de campo, as equipes disputam um campeonato paralelo, o de maior captação de doações de sangue.

“A campanha Sangue de Campeão é uma parceria com o Hemocentro ao qual as equipes buscarão captar o maior número de doações de sangue. Em cada categoria, premiaremos com medalha de ouro as equipes que maior quantidade de doações conseguirem. Nossa meta será de 400 doações.” explica o diretor da escola de futebol, Fabiano Pradela.

Pradela explica que além da solidariedade, na escolinha os atletas mirins também podem ter mais noção de responsabilidade e ter melhor convívio social. “A gente observa que eles gostam da socialização que o futebol oferece e as competições são saudáveis e auxilia no desenvolvimento deles”, explica.

A criançada leva a sério as aulas da escolinha, mas ao mesmo tempo também podem brincar em atividades recreativas que fazem parte do treino. Outro destaque importante para os pequenos jogadores é que eles ama o que fazem e ao mesmo tempo são beneficiados com o esporte.

“Essas crianças tem muito amor pelo esporte, pelo futebol, tanto meninos quanto meninas. O bom é que eles fazem o que amam e é algo que ajuda na saúde deles, a prática dessa atividade física combate o sedentarismo e também os fazem bons cidadãos, ensinado desde cedo a ganhar com humildade e perder com sabedoria “, comenta Pradela.

O diretor da associação também comenta que a escolinha preza pelo aprendizado do aluno em sala de aula, tendo em vista este tipo de preocupação, Pradela explica que há troféu até pra quem se destaca como aluno na rede de ensino.