Fraude em licitações

Bombeiro aposentado de Franca deixa o presidio, investigações continuam

823

presideo03

 

 

 

 

 

O cabo do Corpo de bombeiros de Franca que foi preso no mês passado, acusado de integrar uma quadrilha envolvida em fraudes em licitações no Estado de São Paulo, deixou o presidio militar Romão Gomes na capital paulista.

Mesmo em liberdade, o policial aposentado continuará respondendo a processo. A prisão do bombeiro aposentado aconteceu no dia 14 de setembro. Promotores do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público da cidade de Piracicaba identificou a ação do policial e determinou sua prisão.

O cabo aposentado foi preso em sua casa no Jardim Aeroporto e levado a prestar depoimento na sede do Ministério Público. Após prestar depoimento, o e-policial foi recolhido ao presidio militar.

A fraude

Ao longo da investigação, os promotores apuraram que ao menos 15 empresas de várias regiões, todas com atuação no ramo de arquivos deslizantes (fabricação, comercialização, representação comercial, entre outras atividades), participavam de licitações simulando concorrência que, na verdade, não existia.