Falta de água faz cidade decretar emergência

Cristais Paulista está sem chuva há cerca de 90 dias e vem convivendo com o rodízio

284

 

 

AGUA

 

 

 

 

A Prefeitura de Cristais Paulista decretou estado de emergência na tarde desta segunda-feira, 25, devido à escassez de água e o racionamento de consumo por tempo indeterminado que começou na semana passada. Sem chuva efetiva há cerca de 90 dias, a represa da cidade está baixa e os reservatórios em estado de alerta.

Segundo a prefeitura, a quantidade de chuvas durante este ano não tem sido suficiente para armazenar um grande volume de água. De acordso com dados do Instituto Nacional de Meteorologia, o INMET, a última chuva considerada boa em Cristais Paulista foi registrada no início do mês de junho.

“Já são mais de 90 dias de forte estiagem e a previsão para os próximos dias não é das melhores”, disse Gerson Rocha, secretário de Agropecuária e Meio Ambiente.

O decreto cita ainda dois problemas sérios que prejudicam ainda mais o abastecimento na cidade: a falta de recursos financeiros para investir em um novo sistema de captação e o assoreamento da represa, causado após obras de duplicação da rodovia Cândido Portinari.

“Mesmo com a situação crítica estamos trabalhando. Construímos recentemente um reservatório que está funcionando enquanto trabalhamos na limpeza da represa e recentemente implantamos o racionamento. Mesmo com essas ações não estamos conseguindo, então é muito importante a população se conscientizar e economizar muito mais”, disse Gerson.