Rússia

Tentativa de fuga durante julgamento deixa mortos em tribunal russo

487

vitima

 

 

 

Pelo menos três pessoas foram mortas e duas ficaram feridas durante uma tentativa de fuga em um tribunal perto de Moscou. As vítimas foram identificadas como membros de um quadrilha de roubo de carros e seriam julgados nesta terça-feira (1º), segundo um comunicado da polícia russa.
Processados por “banditismo”, os cinco homens “atacaram os policiais no elevador” do tribunal da região de Moscou e “tentaram pegar suas armas”, afirma o comunicado.
Um membro da Guarda Nacional e dois policiais também ficaram feridos no incidente, segundo a mesma fonte.
A agência de notícias Tass disse que a troca de tiros começou depois que alguns dos acusados tentarem pegar armas de seguranças do tribunal e fazer reféns.
O Comitê de Investigação da Rússia disse que cinco acusados algemados estavam sendo escoltados por dois guardas no elevador. Um dos presos tentou estrangular um guarda. Depois, de alguma forma, um dos detidos conseguiu escapar e pegar a arma dos guardas.
A promotoria da região de Moscou disse que investiga se os guardas violaram algum procedimento de segurança durante a escolta.
Segundo a agência de notícias Efe, os acusados seriam julgados no tribunal por 17 acusações de assassinato e assaltos à mão armada.
A imprensa russa chamou os acusados de “gangue GTA”, em referência ao famoso game “Grand Theft Auto”.
Os homens que seriam julgados eram acusados de aterrorizar motoristas em Moscou por meses em 2014. Procuradores disseram que os membros da gangue colocavam pregos nas estradas forçando os motoristas a deixarem o carro e depois atirando neles para matar.