Fórmula-1

Duplas de Ferrari e Mercedes devem renovar para temporada 2018

161
Mercedes-AMG Petronas Motorsport, F1, Launch, Silverstone, ; Mercedes-AMG Petronas Motorsport, F1, Launch, Silverstone,;
Mercedes-AMG Petronas Motorsport, F1, Launch, Silverstone, ;
Mercedes-AMG Petronas Motorsport, F1, Launch, Silverstone,;

 

 

 

 

 

Os vários contratos que se encerram ao final desta temporada estão gerando a expectativa de um mercado de pilotos agitado para 2018, mas pelo menos as peças das principais equipes não devem se mexer, pelo que indicaram os chefes de Mercedes e Ferrari durante o último final de semana.
Na Mercedes, Lewis Hamilton tem acordo firmado até o final de 2018, e é a situação de Valtteri Bottas que não está totalmente decidida. Porém, o chefe Toto Wolff vem dizendo que “não há muito o que pensar” a respeito da renovação do finlandês, que vem fazendo um ótimo trabalho depois de chegar à equipe às pressas, em janeiro, para substituir Nico Rosberg depois que o alemão surpreendeu ao anunciar a aposentadoria dias após conquistar o título.
No último domingo, contudo, Wolff foi além e colocou um prazo para fazer algum anúncio: antes do início da temporada asiática, ou seja, entre os GPs da Itália e de Cingapura, no início de setembro.
“Gostaria de voltar e ter uma corrida já no próximo final de semana para clarificar as coisas, mas será bom sentar para conversar e já tivemos boas discussões com Valtteri e certamente gostaria de ir para a parte asiática da temporada já com uma decisão tomada”, afirmou o austríaco.
Na Ferrari, são vários os pilotos que declararam nas últimas semanas estarem de olho na vaga de Kimi Raikkonen, como Sergio Perez e Romain Grosjean, e a demora para a renovação do contrato de Sebastian Vettel também gerou rumores, como o retorno de Fernando Alonso a Maranello ou a chegada de Lewis Hamilton em 2019, indicando que o entrave nas negociações com o alemão seria em função da duração do contrato.
Inicialmente, o contrato de Vettel seria renovado por mais três anos, mas nada está confirmado. Por outro lado, empolgado com a dobradinha do GP da Hungria, o presidente Sergio Marchionne, que estava presente em Hungaroring, praticamente confirmou que a Ferrari fica com Vettel e Raikkonen pelo menos em 2018.
“Olhe os dois pilotos no pódio: eles estão bem juntos e mudar a equipe é difícil. Vamos ver se podemos mantê-los juntos em 2018. Vettel e Raikkonen trabalham bem juntos e seria um risco mudar qualquer coisa”, disse o italiano. É esperado um anúncio oficial antes do GP da Itália, na primeira semana de setembro.
Na Red Bull, o chefe Christian Horner já disse que Daniel Ricciardo e Max Verstappen continuam no time. Os dois, contudo, estão de olho na situação da Ferrari e da Mercedes para 2019.