Fora de campo

Fifa manda Barcelona pagar 2 milhões de euros ao Santos no caso Neymar

216

 

 

MANCHESTER, ENGLAND - FEBRUARY 17:  Neymar of Barcelona in good spirits during a training session ahead of their UEFA Champions League Round of 16 match 1st leg against Manchester City at Etihad Stadium on February 17, 2014 in Manchester, England.  (Photo by Clive Brunskill/Getty Images)

 

 

 

A Fifa condenou o Barcelona, da Espanha, a pagar ao Santos 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,3 milhões), além de juros, na briga judicial entre os clubes e o atacante Neymar. O clube paulista ainda não foi informado sobre o motivo dessa punição aos espanhóis, mas já questiona os valores. O Santos alega que o valor a receber é maior.
“A Fifa comunica apenas o resultado final. Por isso não conhecem os fundamentos jurídicos que o tenham justificado. Entretanto, em que pese o fato de a demanda arbitral ter sido julgada procedente em parte, SFC considera que os argumentos apresentados à FIFA são sólidos e suficientes para uma indenização de valor maior do que a condenação já estabelecida contra o FCB”, afirmou o Santos em nota oficial.
A sentença é parte do processo em que o Santos acionou a Câmera de Resolução de Disputadas contra o Barcelona e o atacante Neymar por conta da transferência do atacante ao clube espanhol em 2013.
O motivo interessa muito ao Santos. Caso seja relacionado ao valor da transferência, o clube paulista terá que dividir o montante com os grupos de investidores DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, e a Teisa. A DIS detinha 40%, enquanto a Teisa, 5%.
No entanto, o Santos pode ficar com o valor total da indenização e mais multas por um motivo. Explica-se: a suspeita é que o montante é referente a um cláusula contratual na venda do jogador, que previa prêmio de 2 milhões de euros caso Neymar ficasse entre três melhores jogadores do mundo, como ocorreu em 2015. Por conta do processo, esse valor havia sido depositado em juízo até que saísse uma definição da Fifa.
SEM PUNIÇÃO
A NN Consultoria, empresa da família de Neymar, divulgou nota oficial afirmando que a Fifa julgou improcedentes os pedidos de punição do Santos ao jogador e ao Barcelona.
O clube brasileiro pedia sanções ao atacante e ao Barça alegando irregularidades na transferência do atleta. A acusação foi feita na câmara de resolução de disputa da Fifa.
A equipe alvinegra tem até a semana que vem para recorrer na própria Fifa. Se não fizer dentro do prazo -dez dias a partir do recebimento da notificação-, a decisão se torna definitiva.
O Santos havia entrado com um processo contra Neymar em outubro de 2015, quando pedia para que o jogador fosse suspenso pela Fifa por seis meses alegando uma quebra de contrato em sua transferência para o Barcelona.
Na Fifa, o argumento santista era de que foi descumprido o artigo 17 do Regulamento de Transferências de jogadores da Fifa, relacionados à quebra de contrato.