Candidatos à vaga de Janot se reúnem em SP

Compareceram à sede do MPF oito procuradores; eles prometem dar continuidade à Lava Jato

591

Procuradores

Os oito candidatos à lista tríplice para o cargo de procurador-geral da República, hoje ocupado por Rodrigo Janot, participaram de debate nesta segunda-feira (29) na sede do Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo. Eles defenderam a continuidade da Operação Lava Jato, o combate à corrupção, a garantia dos direitos humanos e da defesa dos interesses da população.
Os oito candidatos disputam a eleição para a formação de uma lista tríplice que será enviada ao presidente da República, Michel Temer. A eleição é organizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) e apenas procuradores votam.
O presidente não é obrigado a nomear um candidato da lista tríplice, mas normalmente os presidentes escolhem dentre os mais votados, por representar a vontade da categoria. Janot deixa o cargo em setembro, após dois mandatos consecutivos de dois anos.
A candidata Ela Wiecko não pode comparecer ao evento. Estiveram presentes Carlos Frederico Santos, Eitel Santiago de Brito Pereira, Franklin Rodrigues da Costa, Mario Luiz Bonsaglia, Nicolao Dino, Raquel Elias Ferreira Dodge e Sandra Verônica Cureau.

Falta de profissionais
Um dos pontos discutidos no debate foi a falta de profissionais nas procuradorias regionais devido ao recrutamento de procuradores para forças tarefas, como a Lava Jato, ou assessorias, como a do Procurador-geral da República, encarregado de processos de políticos com foro privilegiado. Todos os candidatos se posicionaram a favor de limitação dos afastamentos dos procuradores para estas tarefas.