Emdef estuda modificações em transporte publico

Linhas atendidas pela Empresa São José passam por estudo de alterações para facilitar logística

251

 

onibus

A Empresa Municipal para o Desenvolvimento de Franca (Emdef), por meio de atribuições legais do contrato licitatório com a empresa São José, realiza um estudo de otimização na logística do transporte público. O intuito é projetar alterações no trajeto de algumas linhas.

O objetivo deste projeto de alteração de percurso é visualizar menores tempos de espera e viagem para os passageiros. As alterações começam como teste em certas linhas que atendem as regiões Sul e Leste, ligando o centro da cidade com a Estação.

Para chegar à Praça Sabino Loureiro no Terminal da Estação, os ônibus das linhas da região Sul e Leste, passam primeiro pelo ponto da Praça D. Pedro I em frente o Itaú no Centro, seguem até à Estação e depois voltam ao Centro, no Terminal Ayrton Senna, para daí, mais uma vez retornar ao terminal da Estação.

De acordo com a Emdef, este tipo de trajeto desencadeia vários prejuízos para o sistema e para os usuários, pois gera atrasos frequentes na tabela de horários e contribuem para que ônibus trafeguem com capacidade ociosa.

Com base nesta analise, o intuito é fazer, inicialmente em regime de testes e somente aos domingos, com que os coletivos, após passarem pelo ponto do Itaú, sigam primeiro para o Terminal Ayrton Senna e só depois se dirijam ao Terminal da Estação.

Isso sem prejuízo para quem quer ir do ponto do Itaú direto até à Praça Sabino Loureiro, pois a proposta mantém linhas para os usuários deste trajeto.

Em análise, a adequação poderá reduzir 20 mil quilômetros por mês nas corridas dos ônibus. Embora, do ponto de vista teórico a proposta seja simples, ela exige, na prática, alguns serviços complementares, entre eles, a preparação das vias públicas para o trânsito dos ônibus.

Na Rua General Osório, esquina com Rua Ouvidor Freire, o alambrado do Posto de Saúde e as guias das calçadas serão afastados, aumentando a largura da rua para que os ônibus possam fazer a conversão. Os semáforos também serão deslocados e o ponto de espera será melhorado, contando com novas rampas de acessibilidade.

Já os principais objetivos da Emdef com este projeto são reduzir o tempo de percurso no centro, aumentar a eficiência, diminuindo o tempo de espera dos usuários, otimizar a quilometragem, reduzindo 20 mil quilômetros por mês no percurso, desonerar custos de serviços e contribuir para a fluidez do trânsito da região central.