Temer dá posse a três novos ministros

Atual ministro da Justiça tomou posse novamente, porque pasta mudou de nome; agora são 28 ministérios

947

ministros

O presidente da República, Michel Temer, deu posse aos três novos ministros do governo: Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo) e Luislinda Valois (Direitos Humanos) na manhã desta sexta-feira (3) em cerimônia no Palácio do Planalto.
O atual ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, também foi empossado porque a pasta teve o nome alterado e as funções “ampliadas”. Agora passa a se chamar Ministério da Justiça e da Segurança Pública.
Nesta quinta (2), em pronunciamento no Planalto, o porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, já havia anunciado os nomes dos novos ministros e a criação do Ministério dos Direitos Humanos e da Secretaria Geral da Presidência, com status de ministério.
Com as posses, a Esplanada dos Ministérios passará a ter 28 pastas. Quando Temer assumiu, o peemedebista ele havia reduzido o número de 32 para 25. Porém, sob pressão da comunidade artística e da sociedade civil, ele recriou o então extinto Ministério da Cultura.
No início de seu discurso no evento, Temer pediu um minuto de silêncio em solidariedade à ex-primeira dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Durante a solenidade, Temer elogiou os novos ministros e pediu “ânimo” aos novos integrantes da equipe. Ele ressaltou que o objetivo do governo é “colocar o país nos trilhos”.