Para Ajax, área social requer responsabilidade

"Problemas sociais só serão superados quando houver união de propósitos", diz o secretário da área

635

Edgar

Ele começou muito cedo a trabalhar em ações sociais em favor da população e aos 15 anos de idade já fazia campanhas para ajudar os mais necessitados. Edgar Ajax Filho assumiu a Secretaria de Ação Social de Franca em meio a muitos desafios. Além dos problemas do dia a dia, terá de enfrentar as posições contrárias a algumas políticas públicas importantes, como as que oferecem apoio aos moradores de rua.

Nos últimos dias tem crescido a pressão na cidade pelo fechamento do Centro Pop, instituição voltada a atender essas pessoas em situação de rua. Mas o secretário esteve reunido com representantes de vários setores para garantir que não haverá o fechamento. Em entrevista, ele fala ao Diário sobre este e outros assuntos.

 

Diário da Franca – Como foi que o senhor começou a atuar nessa área de ação social?

Edgar Ajax Filho – Sempre mantive uma estreita relação com as instituições sociais da nossa cidade. Minha personalidade foi talhada a partir do convívio estreito com os sofrimentos do mundo. Com quinze anos de idade, ainda um adolescente, promovi várias campanhas de arrecadação de alimentos e agasalhos juntamente com amigos oriundos da mesma agremiação fraternal. Em seguida, aos 17 anos, iniciamos nossa caminhada junto às atividades sociais do Berçário da Dona Nina, onde estamos até hoje. Paralelamente, fui presidente do Conselho Municipal de Juventude, onde pude militar com muito afinco, na consolidação de políticas públicas destinadas aos jovens. Também coordenei o grupo de jovens empreendedores do Ciesp de Franca. Representei ainda nossa cidade no Conselho Superior de Responsabilidade Social da Fiesp. Atualmente mantenho-me como diretor Estadual Adjunto do Núcleo de Jovens – NJE/Ciesp. Mais recentemente, na gestão do prefeito Abrão Bisco, em Rifaina, ocupei o cargo de secretário Municipal de Educação.
Diário – Passado mais de um mês de governo, que avaliação faz das demandas sociais em Franca?

Ajax – Em um mês de governo, percebemos que há necessidade de firmar conquistas no âmbito da Proteção Social que se constitui num processo permanente e sistematizado. A concepção do direito nesta área ainda requer muitas ações de proteção para os usuários da política pública de assistência social.
Diário – Quais os maiores desafios a ser enfrentados pela prefeitura na área social nos próximos anos?

Ajax – Muito embora exista a necessidade de se ampliar o aparato técnico dos equipamentos sociais, considerando ainda a necessidade de ampliação do quadro de profissionais, precisamos superar tais dificuldades que não se constituem exclusivas de nossa cidade, mas sim do país todo, objetivando melhor atender à população. Para isso necessitamos ter flexibilidade e novas ideias.
Diário – Como está a população de rua em Franca, há estudos ou números a esse respeito?