Carnaval de Franca tem momento de indefinição

Adiamento de projeto reduz ainda mais o tempo de preparação para o desfile, daqui a 20 dias

508

Carnaval

Enquanto que algumas cidades anunciam que não terão carnaval, outras já têm tudo pronto para a festa. Mas em Franca, a pouco mais de 20 dias do desfile, as escolas não sabem ainda se estarão na passarela. O problema é que o tempo, que já era curto para preparar a exibição, ficou ainda mais reduzido.

Nesta semana a Câmara Mnicipal de Franca adiou projeto do prefeito Gilson de Souza (DEM), que destina R$ 250 mil para as escolas de samba. Vereadores reclamaram do fato de a matéria ter entrado em regime de urgência e alegaram existir problemas na propositura do Executivo.

O adiamento revoltou os carnavalescos e agora, mesmo se houver a liberação dos recursos, levando em conta os trâmites legais, o dinheiro deve demorar um pouco para chegar às escolas. Isso porque a Câmara volta a se reunir somente na terça-feira, dia 7, e mesmo aprovando a matéria, é necessário que ela siga para a sanção do prefeito e posterior publicação, para que efetivamente esteja legal.

Antes disso, porém, as agremiações precisarão superar outro obstáculo, a nova exigência que obrigam que sejam consideradas de de utilidade pública. As escolas alegam não ter tempo para obter mais este documento e reclamam que sempre desfilaram sem que ele fosse necessário.

O presidente da União das Escolas de Samba (UESF), José Policarpo Soares, diz que há 20 anos as escolas recebem de acordo com a lei. “Não sei qual o motivo desse artigo no projeto exigindo ser de utilidade pública”, questionou.

Em Franca oito escolas de samba estão inscritas para a festa. O desfile na cidade acontece na passarela montada em frente ao Parque de Exposição Fernando Costa.