Temer libera verba para pré-custeio agrícola

Presidente esteve ontem na região, onde anunciou R$ 12 bilhões de crédito com juros de até 9,5%

518

custeio

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), esteve ontem na região para anunciar o pré-custeio do Plano Safra 2017/2018. Em Ribeirão Preto, onde atraiu a presença de políticos de vários municípios, inclusive Franca, ao lado do ministro interino da Agricultura, Eumar Novacki, ele confirmou a liberação de R$ 12 bilhões para beneficiar os produtores rurais.

O valor da linha de crédito é 16,5% superior ao anunciado no período anterior, quando foram concedidos R$ 10 bilhões. A taxa de juros, no entanto, também é maior em relação ao que foi concedido um ano antes, ainda no governo Dilma Rousseff, e chega a 9,5% ao ano.

“A agricultura e o agronegócio vão tão bem, são tão sustentadores do país, que só precisa de financiamento. É o que estamos fazendo nesse momento”, afirmou Temer durante evento na unidade do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), em Ribeirão Preto.

Diante de autoridades como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e de políticos da região que foram ao encontro, ele também falou que o país ‘está começando a sair da recessão’.

Viabilizado por meio de uma linha de crédito do Banco do Brasil, o pré-custeio, que antecede o Plano Safra 2017/2018, previsto para ser lançado em maio, visa auxiliar produtores no planejamento e na aquisição de insumos como máquinas, sementes, fertilizantes e pesticidas no início deste ano. Projeção do IBGE aponta uma produção de 213,7 milhões de toneladas de grãos em 2017, o que representa uma alta de 16,1% em relação ao ano passado.

Os juros anunciados pela União serão de 8,5% ao ano para um crédito de até R$ 780 mil por meio do Programa Nacional de Apoio aos Médios Produtores Rurais (Pronamp) e de 9,5% para a obtenção de até R$ 1,32 milhão aos demais produtores.