Avião leva clientes para viver Ano-Novo 2 vezes

Por R$ 600 mil, uma empresa leva cliente para comemorar a chegada de 2017 em dois locais diferentes

654

jatinho
Uma empresa de voos privativos está oferecendo um itinerário para quem não se contenta em celebrar o Ano-Novo uma única vez. A ideia é permitir que o cliente possa comemorar a chegada de 2017 duas vezes: uma em Sydney, na Austrália, e outra em Los Angeles, nos Estados Unidos.
Obviamente a extravagância tem um preço: 151 mil libras (ou R$ 606 mil) – só de ida.
A diferença de fuso horário entre as localidades australiana e norte-americana é de 19 horas.
Para percorrer a distância entre os dois réveillons, a empresa britânica PrivateFly usa um jato executivo G650ER, da Gulfstream, que tem autonomia de cerca de 14.000 km. O avião está configurado para levar até 18 passageiros.
A decolagem de Sydney foi prevista para as 2 horas da manhã, pelo horário local. Durante aproximadamente 12 horas de voo, a festa pode continuar a bordo, regada a vinho e espumante.
Se a opção for pelo descanso antes da segunda comemoração, o avião tem cama de casal, chuveiro e guarda-roupa, além de poltronas que reclinam totalmente.
A chegada a Los Angeles é prometida para as 19 horas locais do dia 31 de dezembro.
Em um site de buscas de passagens aéreas, as opções de voos diretos entre Sydney e Los Angeles mostram voos com cerca de 14 horas de duração, mas não em horário que permita comemorar o réveillon duas vezes.

Voo mais curto também com festa dupla

Uma viagem bem mais simples e curta também é uma opção para comemorar a chegada de 2017 duas vezes. Basta um voo de pouco menos de 4 horas de duração entre Auckland, na Nova Zelândia, e Rarotonga, nas Ilhas Cook.
Esse voo comercial pode sair por menos de R$ 2.000, na classe econômica.
Mesmo funcionando na prática como um território neozelandês – o status é de país “em livre associação” – o território na Oceania está atualmente 23 horas atrás em relação ao fuso horário da Nova Zelândia. Tempo de sobra para festejar nos dois países.